segunda-feira, 3 de junho de 2013

SOLOMANs não são sangue axul!

Galera,

O SOLOMAN está crescendo, mas com este crescimento, as confusões. Gostaria de deixar claro, principalmente para os que participaram da prova agora no último dia 26/05 que vão ter agora a missão de transmitir a mensagem correta para os demais.

O crescimento do SOLOMAN deve ser do ponto de vista de iniciativas similares pelo Brasil! Outros, com os mesmos ideais que nós, devem criar SOLOMANS em vários locais do Brasil. SOLOMANS precisam se espalhar! É esta a vitória real que seria conquistada.

O SOLOMAN de Itirapina foi demais, o circuito foi demais e, se depender de mim, ele terá um calendário sempre e eu estarei ali largando quando eu puder. E quando não largar, farei staff para alguém. Mas, ele não é "O SOLOMAN" ele é "MAIS UM SOLOMAN"!!!! Quando explicarem o que é o SOLOMAN para alguém, não deixem de esclarecer isso! Quando ouvirem alguém falar "ouvi dizer que surgiu uma prova nova em Itirapina chamada SOLOMAN", insistam que o SOLOMAN está também do lado da casa dele. É só querer!

A outra questão é sobre os critérios de participação. Esta é uma discussão antiga entre mim, o Fernando Quirino, o Vallim, o Massoni e mais recentemente, o Curado e o Benê. Particularmente, eu acredito que o SOLOMAN não é uma prova de triathlon, mas, uma comunidade de pessoas com o mesmo ideal. Sendo assim, um "critério" para estabelecer quem vai ou não "entrar" para o Soloman me parece ser algo um tanto antipático. Podemos ser mal interpretados e sermos acusados de estar criando uma prova segregacionista e preconceituosa. Tudo aquilo que o SOLOMAN não é. É uma questão ética um tanto complicada essa, pois ele deve ser comunitário e aberto, mas, ao mesmo tempo, precisa evitar o aparecimento de gente que não entende este espírito e pode estragar a essência do negócio. Particularmente, acredito que gente assim seria inevitavelmente repelida, pois no SOLOMAN não temos glamour, pódios e holofotes. Apenas por este fato, ela não seria uma prova procurada por este tipo de galera. Mas, esta é apenas a minha opinião. Isto é um grupo e precisamos discutir.

A outra questão é sobre o número limite de atletas. Não acredito que por enquanto, isso será um problema. As vezes achamos que aparecerão 100 pessoas, mas no final é duro juntar 10, mas, nada impede de criarmos um critério. Lembrando sempre que NESTE CASO estamos falando exclusivamente do SOLOMAN de Itirapina! Quando outros SOLOMANS surgirem, as pessoas que se organizarão para concretizá-lo assumiriam os seus próprios critérios.

O que acham de 30 atletas? Muito? Pouco?

 

No BLOG do Soloman tem um menu chamado "O que é o SOLOMAN?" e três itens "drop down" com HISTÓRICO, CÓDIGO DE CONDUTA e FILOSOFIA. Temos que garantir que aquelas sejam as mensagens a serem transmitidas. Todas as pessoas que vierem com intenção de participar do Soloman precisam ler e reler aquilo cinco vezes para terem certeza que entenderam o espírito.

 

Beleza galera?!

 

SOLO ABraços

Um comentário:

  1. Se iniciativas como essa se espalhassem, com ctza os organizadores de provas, seriam obrigados a rever seus conceitos de preços e organização, regras e tudo mais! Isso não é só no triatlo, ou no esporte...isso serve pra qualquer setor...se as pessoas se organizassem em prol de uma causa, com ctza tudo estaria muito melhor, política, educação, saude...mas o pão e circo esta cada vez mais prevalecendo!

    ResponderExcluir